E-mail: meudominio.meusite@gmail.com / WhatsApp: 68 99979-1758
Terça-feira
22 de Maio de 2018 - 

Notícias do Mundo:

Previsão do tempo

Hoje - Tarauacá, AC

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Tarauacá,...

Máx
29ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Hoje - Tarauacá, AC

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Tarauacá,...

Máx
29ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Hoje - Sena Madureira, AC

Máx
31ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Sena Madur...

Máx
30ºC
Min
21ºC
Predomínio de

Hoje - Rio Branco, AC

Máx
30ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Rio Branco...

Máx
30ºC
Min
20ºC
Predomínio de

Hoje - Feijó, AC

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Feijó, AC

Máx
29ºC
Min
23ºC
Predomínio de

Hoje - Tarauacá, AC

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Tarauacá,...

Máx
29ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Hoje - Tarauacá, AC

Máx
31ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Quarta-feira - Tarauacá,...

Máx
29ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Deputado Lourival Marques destaca texto de historiador sobre prisão de Lula e manifesta apoio ao ex-presidente

Compartilhe! Na sessão desta terça-feira (10), o líder do Partido dos Trabalhadores na Assembleia Legislativa do Acre, deputado Lourival Marques, falou na tribuna da sua indignação com a prisão do ex-presidente Lula (PT), ocorrida no último sábado (7). O parlamentar fez a leitura de um texto de autoria de Rodrigo Perez Oliveira, bacharel e licenciado em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestre e doutor em história social por essa mesma instituição. “Um texto para se refletir”, ressaltou Marques. Segue abaixo uma parte do texto lido pelo parlamentar: Que Lula há muito tempo deixou de ser homem e se tornou uma instituição é consenso à direita e à esquerda. O que está em jogo, em disputa, é o significado da instituição, o que ela representa. Lula é o maior corrupto da história do Brasil ou a principal liderança popular que este país já teve? A disputa está aí. No atual estado da situação não sobrou muito espaço para meio termo. Ou é uma coisa ou é a outra. Cada um que escolha seu lado. Na condição de instituição, todo gesto de Lula tem dimensão simbólica, é lido e interpretado por todos, por detratores e admiradores. Lula pega o microfone e o país paralisa em frente à TV. Os admiradores choram. Os jornalistas a serviço da mídia hegemônica silenciam. Ninguém fica indiferente a uma instituição desse tamanho. Lula sabe perfeitamente que está sendo observado, conhece muito bem o tamanho que tem e explora com extrema habilidade sua capacidade de fabricar símbolos. Aqui neste ensaio, trato de uma parte muito pequena da biografia de Lula, mas que talvez seja, na perspectiva simbólica, a mais importante. Talvez seja até mais importante que os oito anos de seu governo. Falo das 34 horas em que Lula esteve no sindicato dos metalúrgicos, sob os olhares do mundo, construindo a narrativa de seu próprio martírio. Não falo em “resistência”, pois desde a condenação no Tribunal da 4ª Região, em 24 de janeiro, que o destino de Lula já estava selado. Os advogados cumpriram sua função, recorrendo a todas as instâncias e tentando um habeas corpus, mas todos já sabiam que Lula seria preso. Por isso, seria ingênuo dizer que o que aconteceu em São Bernardo do Campo foi um ato de resistência. Lula é um político experiente demais para resistir em causa perdida. Alguns companheiros e companheiras, no auge da emoção, tentaram usar a força. Lula fugiu da custódia dos trabalhadores e se entregou à Polícia Federal, pois sabe que contra o braço armado do Estado ninguém pode. Lula sabe que aqueles que ali estavam eram trabalhadores e trabalhadoras, pais e mães de família. Não eram soldados. Não eram guerrilheiros. A resistência não era possível. Lula sabe que seria impossível sustentar aquela mobilização durante muito tempo e por isso não resistiu. Mas daí a se entregar resignado como boi manso para o abate a distância é grande, muito grande. Penso mesmo que Lula fez mais que resistir, já que a resistência seria quixotesca, irresponsável. Lula pautou a própria prisão, saiu da posição de simples condenado pela Justiça para se tornar o dono da narrativa. Lula foi sujeito do próprio encarceramento, deu um nó nas forças do golpe neoliberal. Muitos achavam que Lula deveria ter fugido para uma embaixada amiga e de lá partido para o exílio no exterior. Confesso que também pensei assim. Mas Lula é muito mais inteligente que todos nós juntos. Lula sabe que já viveu muito, sabe que não lhe sobra muito tempo de vida. O que resta agora é a consolidação da biografia, o retorno às origens, seu renascimento como ícone da esquerda brasileira, imagem que ficou um tanto maculada pelos oito anos em que governou o Brasil. É que no capitalismo não existem governos de esquerda. Governo de esquerda só com revolução e Lula nunca foi revolucionário, nunca prometeu uma revolução. Todo governo legitimado pelas instituições burguesas será sempre burguês. No máximo, no melhor dos cenários, será um governo de centro sensível às demandas populares. O lulismo foi exatamente isso: uma prática de governo de centro sensível às necessidades dos mais pobres. O lulismo transformou o Brasil pra melhor, com todos os seus limites, com todas as suas contradições. Lourival Marques leu ainda uma nota oficial do Partido dos Trabalhadores nacional que saúda todos os brasileiros que se mobilizaram para prestar apoio ao ex-presidente Lula. A carta manifesta ainda todo e total apoio do partido ao ex-presidente, além de reafirmar que o mesmo continua sendo candidato pelo PT à presidência da república. “O partido continuará lutando pela liberdade de Lula”, complementou o deputado. Para concluir, o parlamentar falou do evento de despedida de Marcus Alexandre (PT), realizado na última segunda-feira (9) no prédio da prefeitura de Rio Branco. “Marcus Alexandre renunciou para iniciar uma nova jornada, um novo desafio. Ele renunciou porque acreditamos que ele é um nome forte para concorrer às eleições de 2018, nós estaremos com ele nessa caminhada. O povo já demonstrou que quer Marcus Alexandre como governador do Acre”, concluiu.
Fonte:
AL Acre
10/04/2018 (00:00)
Visitante:   27473
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia